Jardim de Sons e Sabores- BPI- Prémio La Caixa- 1ª Edição

É necessário encontrar medidas que tenham em conta a manutenção e a qualidade de vida dos seniores, pois a prática da atividade física regular, juntamente com a adoção de um estilo de vida saudável tem-se evidenciado fatores determinantes para a promoção da saúde e a qualidade de vida durante o processo de envelhecimento (estimula, previne e controla algumas doenças crónicas e á longevidade do individuo. Outra forma de dar resposta ao problema encontrado, é manter o contacto direto com a natureza criando espaços para a plantação de ervas aromáticas e medicinais, motivar as pessoas para a prática da atividade física difundindo um dos ramos da cinesioterapia, que consiste na prevenção ou tratamento de doenças através do movimento. Assim sendo, os utilizadores destes espaços beneficiam de um local onde podem manter contactos sociais com os seus familiares e com os restantes utentes da Instituição. A zona de implementação do projeto desfruta de um carácter rural, inserida na região demarcada do Douro, em que as pessoas residentes nesta zona, vivem essencialmente da produção de vinhos, da produção de azeite, cereais, leguminosas e batata, assim como do pequeno comércio. A perda de população torna-se mais notória na diminuição da população ativa e no aumento constante da população idosa, tornando a nossa zona mais envelhecida. A diminuição da população ativa está ainda relacionada com o aumento da taxa de desemprego e os consequentes fluxos migratórios, tornando o território mais desertificado. Com este projeto pretendemos promover aos utentes um envelhecimento ativo a partir da manutenção da independência e a autonomia durante o processo de envelhecimento ativo a partir da manutenção da independência e a autonomia durante o processo de envelhecimento.

Capacitar, envolver e Criar é o que pretendemos com a conceção do Jardim Geriátrico Sensorial-Jardim de Sons e Sabores, pois constitui uma oportunidade para promover o bem-estar e saúde na terceira idade, sensibilizar a necessidade de cuidados aos idosos, melhorara qualidade de vida dos mesmos, proporcionar locais de encontros e diversão e contribuir para a preservação das zonas verdes. A área a implementar o jardim geriátrico sensorial encontra-se as mediações da Instituição, representa uma área de sensivelmente 1200 m2, pretende ser um espaço aberto à comunidade com uma forte componente desportiva de lazer, sob o tema do “Envelhecimento Ativo”. A estimulação sensorial através da vegetação dos espaços verdes, o espaço de permanência para os encontros intergeracionais são as principais atrações deste tipo de jardim, cuja finalidade será a requalificação dos espaços verdes envolventes aos edifícios da Instituição. Consideramos este projeto inovador, tanto para o funcionamento da Instituição como para a nossa região, uma vez que é um modelo pioneiro com características próprias em que os utentes se podem manter ativos e usufruir de equipamentos sem necessidade de se deslocar para outras regiões. O Jardim Geriátrico constitui uma oportunidade para promover o bem estar  e saúde na terceira idade, sensibilizando-se para a necessidade de cuidados aos idosos, melhorar e proporcionar benefícios ao nível psicológico e motivacional.

 

" Vamos construir ... Vamos Sonhar"

 

 

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais